Doceangel

A meu ver, a palavra-chave pra se explorar nossa sexualidade desta forma é só uma: consentimento.
Se as partes envolvidas estão de acordo, que mal tem?
"Angel"

quarta-feira, 27 de maio de 2015

                      Resultado de imagem para aos teus pés
 Muitas vezes nosso coração nos trai, faz com nos sintamos vencidos pelas lutas diárias, e eu como qualquer ser humano imperfeito é lógico que também me sinto assim muitas vezes, e fico pensando se terei forças para continuar a viver lutando contra minha dualidade, pois essa natureza dupla faz com que eu me perca, não me veja como realmente sou, acabo me machucando e machucando os outros, confesso que é bem difícil ser assim. São poucos ou raros os que nos acolhem e entendem, que realmente estão dispostos a nos ajudar a centralizar no caminho que tentamos trilhar.Quando descobri em mim o desejo de pertencer a um Dom, não foi por mera curiosidade ou modismo, mas sim porque minha dualidade precisava ser dominada, ter alguém de pulso firme que me conduzisse pelo caminho tortuoso da dor na alma, mas mal sabia eu que antes disso precisaria vencer os fantasmas que por eras habitam o meu ser, deixar de me sentir inferior, ciumenta, uma mulher sem aspirações, claro que um Dom nos ensina, adestra e essas coisas aos poucos vão se dissipando de nós.
 Com o passar do tempo e as dificuldades que surgiram entre meu SENHOR e eu, a dualidade do meu ser, surtou, gurniu, gritou, machucou meu espirito e eu acabei por machucar quem não deveria, decidi me afastar e aos poucos fui fazendo o que eu achava melhor, sair da vida dele com minha bagagem negra de sentimentos poluídos, negativos, mas nunca consegui completamente, nossas almas sempre estiveram ligadas.
  Estamos nos reaproximando um pouco e vejo que tudo era tão simples, eu queria ser dominada de uma forma completa, mesmo longe, sou impaciente e esperar não é bem o meu forte, na verdade comecei a desconfiar de algumas coisas e como boa cadela tenho um bom faro, sabia que tinha alguém mais, e foi isso que me deixou muito triste, perguntar e não ter a confirmação, todo 
Dono pode ter tantas cadelas que desejar, isso não questiono, mas acho que se a coisa está obvia, não tem por que omitir, então meus caros é isso que preciso trabalhar em mim, aceitar as pessoas com seus medos,desejos, segredos e entender que nunca vamos conseguir cem por cento das pessoas e nem lhes dar o nosso por cento a mais, 
 Todo recomeço se torna mais difícil que o começo, mas precisamos ter a coragem de dizer sei que errei,também descobri que nunca devemos dizer a ninguém que é somente ela, assim dissabores são evitados,nem devemos pensar em exclusividade,mas sim que o Dono irá ter outras, na verdade não queria ser exclusiva, apenas queria saber que não o era, dá para entender?
 Então eu repeito o que ele deseja, seja bem vinda querida e que juntas possamos crescer em amor e obediência e meu SENHOR sabes melhor do que ninguém o tamanho do meu amor e meu servir, perdoa mas erramos os dois,e deixo aqui esse desabafo pois nele reafirmo meu amor e desejo de servi-lo por toda minha vida, junto com essa pessoa linda que trouxestes até mim.Só errei por amar-te de mais e me ver menor do que realmente sou, como sempre me diz.Tens minha vida em tuas mãos e ansiosa aguardarei por estarmos os três juntos.
  Com toda dedicação do mundo.
                                    luna...

terça-feira, 26 de maio de 2015

        
              Retornando.
Depois de um tempo de dores na alma, volto a sorrir ainda em nuvens, você que me fez sentir todas as emoções possíveis, boas e más, que me levou ao limite do meu ser, retorna agora depois de nos perdermos no cotidiano, mas não retornas só, então vejo que ainda não tinha vivido todas as emoções que poderia viver nessa vida.
  Engulo meu orgulho de felina e retomo em mim a cadela que sempre fui aos teus pés, isso me eleva ao mundo dos deuses,onde amores impossíveis sobreviveram as eras, onde sobrevivi sem você, mas que só consigo viver com você e para você, acho que isso resume o que as pessoas não entendem no amor, sobreviver não é viver...
  E você menina que chegou junto com meu Senhor és bem vinda em meu coração,minha alma te recebe e aquece,pois como eu apenas sobreviveu até começar a viver...

                             Texto:  luna liberta


sábado, 2 de maio de 2015

  Em construção

Enquanto sorvia o doce que de meu Dono emana
ficava sonhando em alcançar algo maior
 mas perdi-me entre castelos e fantasias
que desabrochavam da cadela em êxtase
do seu ninho aconchegante  fui ao exílio da alma.
Agora enquanto bebo da taça enebriante
pululam em mim pensamentos de dor
então você retorna em meu pensamento e diz
calma minha menina foi apenas
sua mente que chegou a outro lado
da questão, vem comigo menina
conhecer realmente o céu do prazer...

 Inacabado por Luna Liberta.

sexta-feira, 1 de maio de 2015


     Apenas eu.
        
Ainda sinto teu cheiro em mim
tremo de lembrar das tuas mãos
da reação do meu corpo em cada palmada
a saudade dói, mas dói mais ainda saber
que por fatores externos te disse adeus.
Achei que precisava viver mais intensamente
as dores que me dão prazer, e que no momento
não podes me dar...
Achei que precisava descobrir em mim
a puta que sonhei ser...
Achei que precisava rastejar por aí
em busca do meu eu...
Achei que tua dominação  sofreu
e minha submissão enfraqueceu...
Achei que me dominarias mesmo longe
que me faria obedecer sempre...
Achei que me acordaria na noite
tocando meu celular e me mandando gozar...
Achei que dirias qual acor da minha alma
e o perfume do meu espirito...
Achei que seria teu refrigério no calor
e teu aconchego no frio...
Achei que me levarias na praia e me faria sentir
o corpo gelar...
Achei que seria eterno como me prometeu
e como desejei...
Achei que se eu te fizesse sentir meu amor
me farias sentir unica...
Achei que eras meu encontro das eras...
Achei que nosso encontro fora programado...
Mas não achei que aceitarias o meu adeus
sem nem questionar...
Agora diante do tempo, meu ser
desabrocha novamente querendo
aguardando um novo chamado...

                 Luna Liberta.